Carnaval 2014 na Nazaré “É um espegance”


Já começaram os preparativos para trazer à rua mais uma edição do Carnaval da Nazaré, este ano com o mote “É um Espegance”, uma expressão local, que significa rir muito.

Depois da tradicional romaria ao S. Brás, que aconteceu no dia 3 de fevereiro, data em que se fez a apresentação oficial dos Reis Emílio Conde Vasco e Paula Galego, segue-se o desfile dos Grupos, que se realiza já no sábado, 22 de fevereiro, dia “Zé Rui”.

A partir de sábado e até quarta-feira de cinzas, as salas de baile abrem-se para longas noites de folia. Mascarados, ranchos de fantasia e cegadas exibem-se pelas diferentes salas, sempre animadas por bandas musicais locais, que tocam as marchas do ano e as de carnavais passados.

A 28 de fevereiro, pelas 15 horas, tem lugar o desfile do Carnaval da Criança. Ao longo da Marginal, entre o Centro Cultural da Nazaré e a Praça Manuel Arriaga, irão desfilar dezenas de crianças, que frequentam o ensino básico no concelho da Nazaré, com as suas máscaras e fantasias, alusivas ao tema escolhido.

Apesar da espontaneidade ser a principal característica do Entrudo na Nazaré, são já conhecidos 21 grupos carnavalescos, mobilizando dezenas de foliões, que ficarão responsáveis por trazer às ruas a cor, os seus temas, carros alegóricos e “brincadeiras”, outra das caraterísticas desta festividade, na Nazaré.

A maior parte destes grupos participará nos desfiles carnavalescos dos dias 2 e 4 março, em que deverão desfilar onze carros alegóricos, para além de ranchos de fantasia, brincadeiras e bandas infernais.

Como é tradição, realiza-se o Enterro do Santo Entrudo, este ano, a 5 de março. As cerimónias de enterro terão início às 17h30, com partida do Centro Cultural da Nazaré (antiga lota), desfile pela Marginal e julgamento em palco, frente à Praça Sousa Oliveira.

O espetáculo final de Carnaval “É um Espegance” terá lugar no dia 15 de março, às 21h30, no CineTeatro da Nazaré.

Milhares de pessoas são esperadas na Marginal da Nazaré, para ver este carnaval espontâneo e essencialmente popular, onde não há lugar a ritmos importados, escolas de samba, reis oriundos das telenovelas da moda ou figurantes recrutados das agências de casting.

carnaval da nazaré

zoofirma.ru